Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Para meu neto Luiz Gustavo...




VOU SER MÃE DE MENINO!
Dizem que ser mãe de um menino não é tarefa fácil.Eles são muito fofos, super apegados na mamãe, mas... são levados.
Eu já consigo imaginar, a coleção de carrinhos, todos enfileirados na estante, os bonecos de super heróis... e ele sempre vai achar que também tem super poderes.
Ele será muito esperto, vai andar de boné, chinelinhos havaianas, que fofo! Vai subir em árvores, virar cambalhotas, assistir desenhos na TV, dar muitas risadas...
Comer chocolate, tomar suco no canudinho e limpar a mão na roupa, como fazem todos os meninos.
Terá muitos amigos, mas escolherá aquele que será o seu confidente, o melhor companheiro e juntos farão muitas artes, não é isso que fazem os meninos?
Terá os olhos do papai. Muito amor em seu coração e será sempre o primeiro a pedir desculpas quando errar.
Vai saber de cor todos os nomes dos jogadores de seu time, gritar e torcer nos jogos, ficar muito bravo se não sair o gol que ele tanto espera.
Será impaciente, e quando levar bronca vai dizer:
"Tá loco viu?Ninguém me entende."
Vai ter preguiça de escovar os dentes, se apaixonar pela menina mais linda da escola, e ter vergonha de ganhar beijo da mamãe no portão.
Irá escolher, como profissão, aquela que ninguém nunca imaginou; motorista de táxi, bombeiro, piloto de avião, ou caçador de leões.
Tomara que seja carinhoso, me abrace forte, com aquelas mãozinhas tão lindas, me faça um carinho de leve no rosto e diga:"Mamãe, te amo."
Sei que  terá medo de fantasmas, monstros e dinossauros, mas jamais irá admitir, e vai dizer pra todo mundo:"Não tenho medo de monstros, porque sou muito valente."Mas à noite, no seu quarto de dormir, irá chamar pelo papai e vai dizer, fazendo beicinho:"Não apaga a luz tenho medo do escuro."
Então, o papai vai dizer:
"Medo por quê?"
"Medo de monstro."
E o papai todo apaixonado responderá:
"Não precisa ter medo filho, o papai mata e destrói todos os monstros, se precisar."
E ele acreditará.


Direitos Autorais Cristina S. Sant