Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A vida é para ser vivida...


Não pense que a vida é para ser vivida obedecendo um manual de instruções.Não, pode ter certeza que não é assim.A vida para ter graça tem que ir se arriscando, aprendendo, errando e acertando,não seja tão sério, isso faz envelhecer mais rápido, tente ser mais, mais... como posso te dizer... alegre!A alegria é contagiante, as pessoas vão gostar de estar com você, a vida terá mais cor, os problemas serão resolvidos mais facilmente.Sorria mais, ame mais, não se preocupe tanto com papéis, agendas, reuniões. Viva cercado de pessoas otimistas, fale sobre coisas agradáveis, e não  se esqueça, a doença a-do-ra se encostar em pessoas tristes. Você gosta de cantar? Cante, mesmo que não saiba a letra da música, complete com o nãnãnãnã... esqueça um pouco do computador e escreva uma carta, há quanto tempo você não faz isso? Leve seu cão para passear, seja carinhoso com teus pais, amigos e a pessoa amada. Olha, quer saber? Se você for muito certinho, não haverá histórias para contar pros teus netos.Vá almoçar um dia qualquer destes e escolha a melhor companhia que há neste mundo, você!E não faça economia, peça o prato mais caro.E saboreie estes momentos que serão únicos.Pra toda vida!Chore quando estiver triste, não há nenhum mal nisso, mas logo depois levante-se e dance para a vida, usando a tua melhor roupa.Assista filmes de amor de mãos dadas com o teu amor. Não seja impaciente, ouça as pessoas, ou ligue para alguém que esteja precisando ouvir algo de bom. Leia um livro, dois, três, leia sempre.E por favor, não seja o que os outros querem que você seja.Doa a quem doer, seja autêntico.Sempre.Páre com esta loucura de querer a casa sempre em ordem, as coisas no lugar, tudo dobradinho, arrumadinho... permita-se uma vez na semana ficar de pernas pro ar, lendo, assistindo TV ou simplesmente, fazendo palavras cruzadas.Vá ao shopping e compre um presente para você, aquele, que você quer tanto.E faça amor.Porque, quando estivermos bem velhinhos, sentados em nossa cadeira de balanço, pelo menos teremos boas lembranças.Por Cris.