Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Eu ainda tenho muito daquela menina que tinha medo de olhar embaixo da cama e ver monstros, que contava as pétalas da margarida, os urubus em cima de telhados e era assim: gosto, desgosto, encontro, convite, carta e casamento... kkkkk às vezes ainda faço isso, acredita?
somava os números das placas de carro e se baseava nas letras
 A de Amor, B de beijo, C de carinho e assim vai ...
riscava o desenho do sol na areia...
pulava amarelinha...
cantava Tim Maia ...
"mas quem sofre sempre  tem que procurar
pelo menos vir achar
razão para viver
 e na vida algum motivo pra sonhar 
ter  um sonho todo azul
 azul da cor do mar..."

amava minha cachorrinha Flaika, achava que minha mãe era a mulher mais linda do mundo ...
sofri algumas decepções, mas continuo sendo do bem
sempre acreditando em histórias com final feliz.

Por Cris