Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

segunda-feira, 6 de julho de 2015


Ele anda cansado de noites de balada, paixões que acabam no dia seguinte.
Aprendeu que a vida não precisa ser tão divertida! Que não precisa todas as noites estar na companhia de amigos, bebendo.
Colocou na cabeça que quer agora um amor verdadeiro, aquele que só o fato de acordar de manhã e sentir que tem alguém ao seu lado, é motivo para ser feliz.
Quer cozinhar uma simples macarronada e receber elogios dela.
Quer dividir o guarda roupas e as guloseimas da geladeira.Quer dormir abraçado a alguém que simplesmente está contente por ele estar ali.Quer ter uma confidente, uma amiga, uma  paixão, um amor, que nem precisa ser para sempre, mas que enquanto durar, seja pleno!Uma mulher que ele reconheça ao atender o telefone sem que ela diga uma palavra, que durante o dia lembre sorrindo perfume dos seus cabelos.Quer viver intensamente todos os momentos, sabendo que ao voltar para casa ela estará lá,  
Quer sentar no tapete da sala e de repente, observar, enquanto ela, de short jeans , camiseta e o cabelo enrolado num coque, lê um livro enquanto acaricia seu gato.Quer transformar o dia chato de domingo, numa guerra de travesseiros,em mãos dadas bem juntinhos na cama, assistindo filmes de comédia.

Ela já sofreu por amor, sofreu frustrações, noites mal dormidas, e jurou que não se envolveria com mais ninguém; mas por quê justamente agora decidiu ter alguém para compartilhar a vida? Um homem para abraçá-la quando tudo parece triste, que saiba o quanto ela está precisando de um beijo de amor, essa vida, tão sozinha não faz mais sentido.
Alguém em que ela possa confiar, sem medo de ser abandonada.
Ouvir aquele grito característico "Gool" ecoando pela sala enquanto ela lava a louça do almoço. Observá-lo lavando o carro, sem camisa, ouvindo suas músicas preferidas num domingo que poderia ser de tédio,mas que fica tão movimentado porque ele está em casa.
A certeza que ele está chegando a qualquer hora, trazendo seu doce preferido, quer abraçá-lo bem forte, e dizer baixinho:"Puxa, como eu te amo!"
de repente em um prédio naquela rua movimentada, um homem sozinho, sem saber, está recebendo como vizinha uma mulher que acabou de se separar...
Alguém duvida que o Universo traz exatamente aquilo que desejamos?
Por Cris.