Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

A sobrinha peixe...




Quando eu era pequena vinha muito para Ubatuba.E meu tio Milton um dia , na praia, me vendo bem na beiradinha, encostadinha nas ondas, perguntou: Não vai entrar no mar?
Balancei a cabeça em sinal negativo.
E ele foi dizendo:"Venha, não tenha medo."
Hum hum, eu não sei nadar.
" Eu te ajudo, vem. Confie em mim, me dê a mão."
 E por ai foi.
"Vem Tutu(era meu apelido)Estica a perninha, não, estica, assim... assim, erga os braços, agora vá batendo, assim, isso!Olha você ta parecendo um peixinho... o braço assim. Engoliu água? rsss... não faz mal, foi só um pouquinho... Vem." E neste momento me segurou.
Ai tiooo... tô com medo!
Medo de quê?  eu tô bem aqui. E olha, nadar é coisa fácil, até os bebês nadam,sabia? Mas agora é diferente.  Confia.
Eu não sei.
Ah, como não sabe se você já está nadando?  Viu? 
E quando fomos indo para a areia, encontramos minha tia e eu gritei, feliz:Tia nadei!
E ela, sorrindo:É? Foi?
Nadei e não foi difícil né tio? A gente afoga um pouquinho mas é muito fácil... até os bebês sabem nadar...

E durante toda nossa vida deveria ser assim né não, minha gente?
Ter alguém que nos dê a mão, e diga simplesmente:Vem, faça.É muito fácil...

Por Cris