Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Eu sei que vou te amar...

Desde bem pequena ela gostava dele.Dele quem? Do João.



João Maurício.
Lavando louça com a mãe ela dizia:"Quando eu crescer vou casar com o João."Ihh falta muito ainda", dizia a mamãe."Mas que João?" João. João Maurício."Nossa que nome hein!" Nome lindo.Tudo nele é lindo.Ele é o melhor aluno da escola.

O caderno dela todo caprichadinho, letra bonita, redondinha.Todos em ordem, Gramática,  matemática e o de geografia era perfeito, com todos os mapas desenhadinhos, mas lá, lá na última página de todos eles, muitos corações desenhados com canetas coloridas. Um dia a professora viu, mas não brigou, até sorriu, aquele sorriso sabe, de ladinho.

E ela passou a adolescência desenhando corações, desenhando corações em árvores, escrevendo atrás da porta do banheiro da escola, na parede do quintal. " Maria ama João."

Mas cadê esse tal de João, que não aparece na história?

Apareceu no dia que ela estava descendo as escadas e se esborrachou no chão.Ele a amparou, ajudou a levantá-la e pegou em suas mãos. Os olhos deles se encontraram e nunca mais se separaram.

Até na feira iam juntos, ele a ajudava escolher tomates.

Viam, de mãos dadas o pôr do sol.Então ele disse à ela:
" Se um dia não estivermos juntos para se despedir do sol, e o vento tocar o seu rosto, sou eu, te dando um beijo e sussurrando só pra você ouvir: "Te amo."

E o que Maria prometeu ela cumpriu.Casou-se com João.Numa cerimônia onde ninguém conseguiu ficar triste, pois a alegria dos dois era contagiante.Todos saiam bailando, dançaram a noite toda,
alguns ficaram descalços, outros bêbados, outros se perguntando, será que vou ter um amor assim?

Tiveram 6 filhos, 12 bisnetos.Tiveram alegria, cumplicidade.
 Ela foi a melhor pessoa que ele conheceu, dizia aos amigos.
 Forte, sabendo que à noite, fazia-se de frágil, nada boba, só para receber carinho.  Parecia estar em mil lugares de uma só vez, querendo agradar marido, filhos e netos.

E um mês antes de partir, ele disse á ela:"Deus me livre ficar sem você.Parto antes..."

E partiu. Para um mundo melhor, como diziam os compadres.
 
E na despedida ela chorou.Entregou nas mãos dele um papelzinho escrito:"Maria ama João."

Saindo dali percebeu que ainda daria tempo de ver o pôr do sol.
E de repente, entre lágrimas, sentiu o vento forte, anunciando que ia chover, e a brisa tocou-lhe o rosto, sentiu o beijo, lembrando das palavras dele. Chorou copiosamente, com a alma ardendo de dor.Mas de repente, o som de um pássaro que voava sobre as árvores, parecia lhe dizer:" te amo"... E ela foi para casa levando essa frase.Como se fosse canção de amor.

Escrito por Cris.