Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

sábado, 10 de agosto de 2013


 


Ontem fui fazer uma visita à minha vizinha.
O filho mora na casa dela com a esposa e 2 filhinhos.Fez para ela uma casinha fofa nos fundos, o que muitas pessoas já acharam errado. Olha só o que ela me disse:
 " A gente cria um filho com tanto amor, tanto carinho.Ai vem essa tal de nora.Hum... Tomou conta da minha casa inteira, me trata às vezes meio com deboche, sabe... parece até que não tem muita simpatia por mim. Vem de uma família completamente diferente da nossa, com outros costumes e tudo que nós repreendemos a vida toda.O que eles vão passar para os meus netos?! E temos que aceitar.Meu filho parece que tem medo dela.Faz tudo que ela quer.Ah Cristina, eu preferia ir para um asilo."

Eu balancei a cabeça, não encontrei as palavras certas para dizer.Mas pensei, não, não vou embora e deixar que ela fique assim,tão magoada.Tentei argumentar:

"Não fica assim não.Guarde com você somente as boas lembranças, você viveu nesta casa tão linda, com seu marido, seus filhos que hoje te dão tanto orgulho( o filho é advogado, as filhas médicas e ela que pagou os estudos deles.) não se preocupe com sua nora, preocupe-se com você, com a sua saúde, seu bem estar, em curtir seus netinhos... quanto à educação deles, pode ter certeza, tudo de bom que você ensinou para o seu filho ele passará para o filho dele."

Ela ficou em silêncio, pensativa.E eu fui pra casa, triste, queria ter conseguido dizer as palavras certas, mas o quê ? Como dizer a ela que não depende de nós as escolhas de nossos filhos, a vida não nos dá mais a chance de escolher com que roupa eles vão colocar para ir a festinha na escola nem tampouco quais programas de TV estão proibidos. É minha gente, não é fácil ver de longe nossos pequenos pássaros querendo voar pra longe e não podermos fazer nada...Ufa! é difícil ser mãe de filhos adultos.Por Cris.