Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tenho me questionado muito em relação aos meus filhos... Às vezes olho p/a eles e me pergunto: Será que fiz tudo certinho ? Onde foi que errei? Qdo eles eram pequenininhos... iam dormir, depois de fazerem uma verdadeira "festa", eu ia espiá-los em suas caminhas, após olhar um por um, me deitava e pensava se tinha feito tudo que podia por eles.Porque em meu coração não há amor maior do que este que sinto por eles,e sempre havia mil motivos para sermos felizes.
Agora cresceram, quero,preciso tirar esse peso(chamaria assim?) dos meus ombros, sou mãe sim, mas com uma grande diferença em ser perfeita, e é com um enorme sentimento de culpa que não nos deixa sermos livres!
Demos à vida a eles,educamos, amamos, demos carinho, bronca, palmadas e colo. Agora a estrada a ser seguida é com eles... Não adianta querer ensinar mais nada, interferir no dia a dia deles, querer dizer o que está certo ou errado, a nossa experiência de vida não serve p/a eles,nós, qdo jovens, escrevemos a nossa história, agora, eles escreverão a sua própria história, parece tão simples, né? Mas Não é não, sofremos com a dor deles, choramos as desilusões e qdo estão felizes, a nossa alegria contagia o mundo, e é só isso que podemos fazer... como mães só podemos apoiar, chorar e ajudar se precisarem de nós.
E por esses dias, com uma certa dorzinha no meu coração, eu entendi... Somos mães sim, mas não temos o previlégio de conduzir a vida de nossos filhos, acho que dei o meu melhor, mas agora eles serão o autor da sua própria história.
Oro à Deus todos os dias,p/a que eles sejam felizes.
E eu tenho muita sorte, pois ao meu lado vive um anjo, que sabe qdo estou triste, preocupada, com problemas e me acolhe em seus braços e me fala palavras de esperança...
Ah... vc quer saber o nome do meu anjo né , curiosa?
O nome dele é LUIZ!