Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Ainda irei contemplar o verdadeiro amor...

Sei que as pessoas são capazes de fazer coisas maravilhosas,como a generosidade,a solidariedade, o amor ao próximo ... Mas isso está tão difícil de acontecer... É tão raro.Estamos tão acostumados a pensar só em nós mesmos, nos nossos interesses, na nossa dor,que não conseguimos nos libertar deste sentimento chamado egoísmo e  nos tornarmos "humanos".
 Será que estou sendo muito piegas? Sei lá, talvez um pouco frustrada...Decepcionada.

Não vou dizer que temos que ficar adulando as pessoas, sermos a imagem e semelhança de Madre Tereza de Calcutá , mas não nos custa nada recebermos aquele alguém com um abraço,uma palavra de carinho, de conforto, de incentivo...

Deveríamos todos os dias lermos um poema, ouvir uma linda e doce canção. contemplar um belo quadro e sem querer pedir demais, dizer algumas palavras bonitas ...

Ontem ouvi na igreja que devemos levar ao nosso irmão aquilo de que ele precisa, alguns precisam de amor, leve o amor, sem medidas...
alguns precisam de uma palavra, leve uma palavra, alguns precisam de um conforto espiritual, outros precisam do pão ... isso é mais fácil ainda.

Em uma lenda , numa noite, um velho índio contou ao neto dele sobre uma batalha que acontece dentro das pessoas.
Ele disse : - Há uma batalha entre dois lobos dentro de todos nós. Um é mau: é a raiva, a inveja, o ciúme,a tristeza, o desgosto, arrogância, a pena de si mesmo, a culpa, o ressentimento, as mentiras, o orgulho,a superioridade e o pior de todos, o egoísmo.
O outro é bom : a alegria, a paz, a esperança, a serenidade, a humildade, a bondade, a generosidade, a verdade, a compaixão e a fé.

O neto pensou naquilo por uns minutos e perguntou:
- Qual o lobo que vence?
E o velho índio simplesmente respondeu:
- O que você alimenta.

                        BY  CRIS
                        (hoje muito triste)