Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011


Fiquei sabendo que seu nome é José do Nascimento.
Anda sempre a passos largos carregando um tubo de PVC cravado de palitos com algodão-doce, todos coloridos,envolvidos em saquinhos plásticos que ele vende por uma simples moeda de 1 Real, ah! e a criança também pode escolher uma máscara. Com um boné que o protege do sol, senhor de 56 anos, atravessa toda a cidade com o seu único meio de sobrevivência.
Faça frio, faça chuva, o nobre cidadão desfila com o seu estandarte, sem ter faltado um dia sequer, oferecendo suas guloseimas.
E fiquem sabendo que as mulheres também são suas cliente assíduas, e ele carrega no bolso, "santinhos" com dizeres religiosos para dizer a todas elas o quanto ele confia em Deus e tem a plena convicção de que Ele faz maravilhas acontecerem na vida daqueles que confiam em seu poder.
Agora eu me questiono, como esse homem, tão humilde, vive sempre com um sorriso no rosto?
Onde ele arruma forças para percorrer todo esse trajeto, já que mora do outro lado da cidade?
À princípio, pensei, tadinho!
Mas não é nada disso. José do Nascimento é simplesmente feliz !!! Sempre tem uma palavra de conforto p/a os que precisam, o seu sorriso largo e sincero é de dar inveja a qualquer milionário preocupado e estressado.
Ele não tem problemas com depressão, não corre o risco de sequestro, não tem cheques pré-datados a cobrir, e muito menos cheques sem fundos, não tem faturas do cartão de crédito p/a pagar, e nem precisa tampouco declarar Imposto de Renda.
Dizem que sempre que o vêem passando perguntam :
- Oi Zé, tá tudo bem ?
E ele responde:
- Se melhorar, estraga.
E com esta alegria fica, p/a mim , a grande certeza de que precisamos de muito pouco para sermos realmente felizes !