Aqueles que não acreditam em mágicas, nunca irão encontrá-la.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Dia dos Namorados

Certa vez ouvi esta história e dizem que é verdadeira, achei muito legal.



Numa cidade do interior um velhinho chamado Nino tinha uma pequena floricultura.


No Dia dos Namorados entra na loja um cara muito bem arrumado, numa moto chiquérrima e tirando o óculos escuros disse apressadamente ao senhor Nino :


- Por favor, preciso que me ajude a escolher umas flores para minha namorada.


- Sim , claro ! Respondeu o senhor Nino. – Que tipo de flores vc prefere ?


- Ah! Qualquer uma, faz prá mim um arranjo ai e ta tudo bem.


E assim foi feito, terminando, o simpático velhinho estende um cartão e diz :


- Olha , pode escrever neste cartão uma mensagem e colocarei junto com as flores.


- Não ... Não sou muito bom nisso, vai sem cartão mesmo ...


Que triste ! Pensou o senhor Nino. Ele não deve ser um namorado muito romântico!


Coitada dessa moça!


Passados alguns minutos entra outro jovem na loja e pede:


- Por favor, gostaria que o senhor me fizesse um buquê daquelas florzinhas do campo , mas capricha tá? Quero conquistar um coração... Completou ele sorrindo.


Ao concluir o ramalhete (que por sinal ficou uma graça) ele pediu também:


- Ah, quero um cartão, se o senhor tiver...


E escreveu mais ou menos assim :


“ Minha amada princesa , hoje vc ainda não é a minha namorada, mas sonho com o dia que andaremos pelas ruas da cidade de mãos dadas e eu não deixarei de dizer em todos os momentos que eu puder o quanto eu amo você !”


Bom , um ano se passou e no dia dos namorados , entra na loja o mesmo rapaz de moto, pede um ramo de flores e o sábio velhinho lhe pergunta:


- Tô lembrando de vc! Te fiz um buquê de rosas vermelhas , como vai o seu namoro ?


- Não namoro mais aquela garota, ainda gosto dela prá caramba, mas ela me deu um fora, e sabe do que mais ? Disse que estava terminando comigo por um ramalhete de flores do campo ...